Você tem alguma dúvida? contato@psicologiaanimal.com.br

10 sinais de que o seu cão/gato não está feliz

10 sinais de que o seu cão/gato não está feliz
30/03/2019 admin

Latido ou miado excessivo, agressividade, perda de peso, apatia e até o jeito de andar são alguns dos sinais de que o seu cão ou gato não está feliz. Essas mudanças repentinas de comportamento são as formas que o seu pet encontra para mostrar que algo não está bem.
Ter um animal em casa é ter também uma grande responsabilidade. Além de dar alimento, água, petiscos e carinho, é importante ter um olhar atento com o gato e/ou cachorro. Avaliar o comportamento na hora de comer ou como ele se comporta na hora do passeio são funções extremamente importantes que o tutor deve exercer. Inclusive, animais que se recusam a passear é um sinal a ser considerado.
É preciso pensar sempre na saúde e bem-estar do bichinho. Assim como nós, eles também têm emoções. Ficam alegres, tristes e até mesmo depressivos.
Por isso, atente-se aos sinais: fique de olho no comportamento dele. Se o seu pet começou a mostrar alguma alteração de humor ou adquiriu algum hábito estranho, procure o Médico Veterinário o quanto antes para que o problema não se torne crônico.
Preparamos este artigo com 10 sinais de que o seu cão/gato não está feliz para te ajudar a entender melhor o que pode estar acontecendo.
 

Mudança de comportamento

Ele pode emitir sons excessivamente, andar curvado, mudar a frequência com que brincava ou perder o apetite. Esses são os primeiros fatores perceptíveis aos olhos do tutor.
A mudança pode ser leve ou brusca, não importa. Não espere que a alteração de humor aconteça para ir até o Médico Veterinário. Cuide dele.
 

Quando ele emite sons excessivamente

Muitas vezes achamos que o pet está emitindo sons para chamar a atenção. Pode sim ser capricho, mas também pode estar tentando sinalizar um problema de saúde ou de desconforto. Pode estar ansioso, com dor, frustrado, com frio, com calor ou com fome. Esses são sinais de que o seu cão/gato não está feliz. Investigue para saber o que está ocasionando esse mal-estar.
 

Alteração de peso

A falta de apetite ou a alimentação em excesso são altamente prejudiciais para eles. Se isso está acontecendo, pode ser um sinal de que ele está estressado ou com alguma doença. Há muitas doenças que são silenciosas, por isso a ida ao Médico Veterinário é necessária. Certifique-se de que ele está recebendo a quantidade necessária de nutrientes e dê petiscos no momento certo.
 

Medo e susto

Medo e susto - seu cachorro está feliz?

Medo e susto – seu cachorro está feliz?


É normal que ele sinta medo quando você altera o tom da voz, por exemplo. Quando esse medo passa do ponto e ele começa a se assustar com coisas pequenas como a aproximação, significa que algo está gerando mal estar.
Evite a presença de pessoas desconhecidas em casa e também tente deixar de lado o uso da coleira por um tempo. A presença de outros cães ou gatos e barulhos muito altos como rádio e televisão também devem ser evitados. Veja como ele se comporta frente a essas situações e encontre um método para que ele se sinta confortável. Você pode dar um petisco, por exemplo. Assim, ele irá se sentir mais confiante e seguro.
 

Lamber as patas em excesso

Se o seu cão ou o seu gato estão com as patas molhadas, é porque estão lambendo excessivamente. Se esse for o caso, tenha um olhar atento. Verifique se as patas estão avermelhadas, com feridas ou se está faltando pelo/coloração nesta região. Há muitas sintomas que podem indicar doenças como alergia, ansiedade, entre outros. Não espere passar, leve imediatamente ao Médico Veterinário para que a melhor solução seja aplicada.
 

Queda de pelos

Se há queda ou falha em alguma região do corpo, pode ser que ele esteja com algum tipo de alergia, infecções parasitárias ou até mesmo com sintomas emocionais devido ao estresse. Pode parecer comum, mas gera um grande incômodo para eles.
 

Vômitos

Se os vômitos ocorrerem uma vez ou outra, não há motivo para grandes preocupações. O vômito ocorre como mecanismo de defesa do organismo do animal. Há alguns sintomas para que isso esteja ocorrendo. Pode ser um sinal de doenças, de intoxicação ou até mesmo por ter engolido algo diferente – como um pedaço de brinquedo, por exemplo – e, se os vômitos estiverem acompanhados de diarréia ou outros sintomas, apenas o Médico Veterinário poderá identificar o tratamento adequado.
 

Apatia

Sonolência e ausência de atividades diárias são algumas características que definem a letargia. Se o seu pet está com o comportamento diferente do habitual como, por exemplo, ficar muito tempo deitado ou se perdeu interesse por atividades que gosta de realizar, pode ser que ele esteja sentindo alguma coisa. A letargia pode indicar uma doença, mas também pode ser falta de estímulo. Invista em uma alimentação mais leve e o estimule a se exercitar. Caso persistam os sintomas, procure ajuda.
 

Diarréia

Se as fezes estão com uma consistência diferente (aguada), pode ser que ele esteja com problemas gastrointestinais. Infecções provocadas por parasitas e também intoxicação alimentar são causas para que ocorra a diarréia em cães e gatos. Quando ele estiver assim, evite grandes quantidades de alimento e mantenha o seu animal hidratado. Se houver sangue nas fezes, procure o Médico Veterinário imediatamente.
 

O jeito de andar e a postura

A postura e o jeito de andar são muito perceptíveis aos olhos do tutor. Se o pet está mancando, andando com o quadril para baixo ou até mesmo curvado, significa que algo não está indo bem. Há alguns motivos para que isso esteja acontecendo. Além da dor e do incômodo, esse tipo de comportamento pode sinalizar artrite, artrose ou displasia coxofemoral. Alguns animais podem se recusar a caminhar e outros podem inclusive fazer xixi ou cocô perto de onde estão para não ter que caminhar. Se o seu bichinho for mais velho, tenha cuidado redobrado. Certifique que ele está recebendo todos os nutrientes que necessita para a idade que tem. Cuide para evitar maiores complicações.
Considere todos os sinais de que o seu cão/gato não está feliz. Atente-se aos sintomas.
É fundamental observar o comportamento do animal. Por esse e outros motivos, você deve sempre consultar o Médico Veterinário. Nosso conteúdo foi útil para você? Confira outras dicas em nosso blog!

2 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Olá!
Como podemos te ajudar?