Você tem alguma dúvida? contato@psicologiaanimal.com.br

Como ensinar o cachorro a fazer as necessidades no lugar certo?

Como ensinar o cachorro a fazer as necessidades no lugar certo?
13/03/2019 admin

Você chega em casa e encontra rastros de xixi e cocô por todo canto. Na cozinha, na sala, no quintal. Acontece, nem todos os cães foram ensinados desde filhotes a fazerem suas necessidades no lugar certo. Na maioria das vezes, esse fato gera grande incômodo, tanto pela sujeira do local quanto pelo mau cheiro.
Se o seu cachorro começou a fazer as necessidades pela casa, fique atento. Problemas orgânicos como a falta de atenção, de passeio, de brincadeiras, de instabilidade emocional ou até mesmo de aprendizado com outros animais, são fatores para que ele esteja se comportando assim.
Mas afinal, é possível ensinar o cachorro a fazer as necessidades no lugar certo? Como ensiná-los? Confira!

Técnicas para ensinar o cachorro a fazer necessidades no lugar certo

Para isso, é fundamental que você entenda que o processo não é imediato. A palavra chave é paciência. Assim como nós, eles também levam um tempo para se acostumar com a rotina. Mas calma, no final valerá a pena. Veja como ensinar o cachorro a fazer as necessidades no lugar certo:

Escolha um cantinho

Se você mora em apartamento, escolha, de preferência, um local que tenha boa ventilação. É essencial que você escolha um cantinho longe do pote de ração e de água. Os cães se sentem incomodados com isso, podendo até não comer ou não fazer as necessidades se estiverem juntos. Fique atento (a) a esse detalhe.

Crie uma rotina com o cachorro

Crie uma rotina com ele. Tenha em mente a hora de acordar, de brincar, de comer e de dormir. Filhotes geralmente fazem as necessidades logo após a ingestão da comida, já cães adultos demoram um pouco mais. Esteja sempre por perto nessa fase de aprendizagem para evitar objetos roídos e xixi no lugar errado.

Rotina com filhotes

Logo após a alimentação, leve-o até o tapete higiênico. Quando ele estiver no tapetinho, deixe-o à vontade e evite brincadeiras para que o filho se concentre em fazer as necessidades. Como dito anteriormente, o filhote tende a fazer as necessidades logo após as refeições. Não esqueça de dar carinhos e petiscos assim que fizer alguma eliminação. Faça isso como forma de parabenizá-lo. Assim, ele vai entender que está tudo bem e irá confiar em você.

Rotina com cães adultos

Para criar uma rotina com o cão adulto, fique atento (a) ao comportamento. Lembre-se: sem punições. Você precisa conquistar e estabelecer confiança, não deixá-lo com medo. Pense sempre na saúde e no bem-estar do animal. Observe quais horários ele costuma fazer suas necessidades. Acompanhe e leve-o para fora até o local que você escolheu, assim ele irá entender que aquele é o local certo. Assim como os filhotes, os cães adultos também precisam ser recompensados para que esse comportamento se repita. Por isso, não esqueça de elogiar e dar petiscos logo após as necessidades são ótimos métodos.

Tenha paciência

Muitas pessoas esfregam o focinho do cachorro no xixi e no cocô para que ele “entenda” que ali não é o lugar de fazer as necessidades. Não faça isso. Além de causar medo no cachorro, a situação pode piorar. Com esse comportamento, o cachorro pode até mesmo comer o próprio cocô.

Xixi por demarcação de território

Por volta dos oito meses de idade, o cachorro tende a querer “marcar o território” fazendo xixi por todos os cantos. Caso não queira que esse comportamento ocorra, opte por castrar o seu macho antes da maturidade sexual. Com isso, reduz em 90% a possibilidade de ocorrência de xixi por toda a casa. Há também o chamado xixi emocional, que ocorre quando o cachorro fica muito contente pela presença do dono. Esse comportamento é normal, mas se houver problemas com a eliminação, procure auxílio veterinário imediatamente.

E o cheiro?

Lembre-se de utilizar produtos adequados quando o seu cãozinho fizer xixi e cocô no lugar errado. Há produtos específicos para isso. Não utilize produtos inadequados, apenas irá “mascarar” as moléculas do odor do xixi ou do cocô e existirá a probabilidade do cãozinho retornar a esse local para fazer as necessidades novamente.
Essas orientações foram úteis para você? Compartilhe com seus amigos e conte pra gente suas experiências acerca do assunto. O site Psicologia Animal tem como objetivo promover o bem-estar e facilitar a convivência entre você e o seu animal.

1 Comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Olá!
Como podemos te ajudar?