​​
Você tem alguma dúvida? contato@psicologiaanimal.com.br

Comportamento dos cães na hora de comer: curiosidades e cuidados importantes

Comportamento dos cães na hora de comer: curiosidades e cuidados importantes
19/02/2019 danilofonsecaa

Quando o assunto é alimentação dos cachorros, há muito mais entre a escolha do tipo de alimento e o fato de oferecer petiscos ou não do que se pode imaginar. São comportamentos, curiosidades e cuidados que cercam o ritual de alimentação dos cães e que fazem desse momento algo bastante singular.
Rotina, relação com o tutor, alimentos não indicados e local apropriado para o cachorro fazer as refeições estão entre as ações que constituem a hora de comer. Conhecê-las e entendê-las é uma forma de compreender melhor o comportamento do animal, respeitá-lo e, assim, proporcionar mais bem-estar para todos.
Para isso, preparamos este artigo que fala sobre o universo da alimentação dos cães. Acompanhe a leitura e saiba mais sobre um dos momentos preferido deles!
 

Relação com o tutor e petiscos

Uma das grandes questões relacionadas à alimentação dos cães são os petiscos. Quando oferecidos corretamente e nas situações apropriadas, como no caso do uso da coleira, eles são bem-vindos. O problema está no hábito de muitos tutores de oferecerem petiscos para ganhar a afeição do filhote e, a partir daí, a relação entre ambos pode se reduzir a trocas por comida. A situação passa a permitir que o tutor utilize o alimento como forma de se desculpar por seus erros – por estar ausente, por não ter tempo para passear ou brincar com o cão. Neste contexto, o sentido da alimentação e dos petiscos fica comprometido.
 

Comer juntos, pode?

Ficar junto ao pet é sempre bom e importante, como citado nas primeiras vezes do banho e tosa, e o ato de convidar o cachorro para compartilhar o alimento é, ao mesmo tempo, um gesto de estima social e uma maneira de ganhar o coração do animal. Mas, atenção, em alguns casos, o hábito pode desencadear alterações comportamentais, desordens nutricionais e hormonais, como a obesidade e diabetes. Então, é preciso estabelecer certas regras e implantar a rotina. Veja a seguir como fazer.
 

O comportamento do filhote na hora de comer

O comportamento do filhote na hora de comer

A rotina na hora de comer

Sendo um dos momentos favoritos do cão, é essencial que se estabeleça uma rotina desde filhote. Com a previsibilidade e as ações repetidas, o tutor pode evitar comportamentos indesejados como o fato do cachorro  ficar pedindo comida a todo tempo ou, então, de desenvolver um apetite muito seletivo. Assim, forneça ao filhote três ou quatro refeições diárias de um alimento de alta digestibilidade.
Defina um local calmo e tranquilo e forneça a refeição sempre nos mesmos horários do dia. Assim, o filhote começa a aprender o que significa a “hora da refeição”.
Em relação ao tempo, os cães costumam levar em torno de 15 a 20 minutos para comer. Então, deixe o alimento disponível durante esse período. Quando ele se afastar da tigela, remova as sobras. Recolher o alimento no final da refeição pode ajudá-lo a aprender que a comida só estará disponível por aquele tempo e isso evita o surgimento de comportamentos alimentares exigentes.
 

Alimentos impróprios para cachorros

A dieta dos cães deve ser balanceada e requer nutrientes específicos para a espécie, por isso, deve ser definida junto a um(a) Médico(a) Veterinário(a). Alguns alimentos, no entanto, devem ser evitados de qualquer forma, pois podem ser até tóxicos para os cachorros, como o caso do chocolate. Entre os alimentos impróprios estão os derivados de leite e leite aos animais já adultos, doces em geral,  frutas cítricas, alho e cebola (é indicado evitar os temperos), frituras e gorduras. O cuidado do tutor com a alimentação é fundamental para a saúde de seu companheiro de quatro patas. Supervisione e sempre garanta o fornecimento de água fresca à vontade.
 
Agora, com essas informações, a hora da comida será ainda mais gostosa! Compartilhe e vamos, juntos, promover bem-estar e qualidade de vida aos pets. Para mais dicas, acesse o site do Psicologia Animal, um canal voltado ao comportamento animal e fonte de conteúdo para um melhor viver e conviver entre os seres.

4 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Olá!
Como podemos te ajudar?