Você tem alguma dúvida? contato@psicologiaanimal.com.br

O brinquedo certo para cada idade do cachorro

O brinquedo certo para cada idade do cachorro
09/01/2019 admin

Cães adoram brincar! É dessa forma que aprendem, desenvolvem habilidades, crescem, ganham força muscular, resistência, agilidade, flexibilidade física e mental e sentem bem-estar. Brincar é uma ação genuína dos cachorros e está, praticamente, no DNA deles. Da mesma forma que ao escolher um brinquedo para uma criança é preciso respeitar as indicações de idade, ao escolher os brinquedos para cachorro também é importante ter esse cuidado. O brincar é coisa séria e precisa ser feito com consciência e conhecimento. Para isso, preparamos este artigo com informações sobre o brinquedo ideal para cão. Aqui, trouxemos algumas orientações para que você possa brincar melhor com seu cão e garantir diversão e bem-estar ao seu companheiro. Vamos?
 

Por que os cães devem brincar?

Antes de começarmos a falar dos brinquedos ideais para cada idade, uma rápida explicação sobre a importância do brincar para os cães e o que está envolvido neste ato. Algumas teorias defendem que o brincar serve como uma forma de preparar o animal para a fase adulta, desenvolvendo capacidades motoras que irá precisar quando crescer: como caçar ou acasalar, além de comportamentos que vão ajudar a lidar com conflitos sociais e estabelecer relações hierárquicas.
O fato de brincar também melhora a compreensão dos sinais dados durante a atividade, seja um outro cão ou uma pessoa. Assim, a brincadeira melhora o entendimento e torna mais próxima a relação entre tutores e seus pets. Por exemplo, ao brincar com a mãe e os irmãos quando filhote, o cão aprende a controlar e inibir a mordida. Por isso que os cachorros separados da mãe precocemente (antes das sete semanas de vida) costumam morder com força e brincar de forma mais bruta.
 

Filhotes: brinquedos de roer, perseguir e transportar

Filhotes: brinquedos de roer, perseguir e transportar

Filhotes: brinquedos de roer, perseguir e transportar

Quando bem pequenininhos, nesta fase, os brinquedos dos cães se dividem em dois tipos: de roer e de perseguir e transportar. Os primeiros devem ser ossos comestíveis ou brinquedos de borracha natural. O material deve ser macio, pois os dentinhos nos filhotes ainda estão surgindo ou são frágeis, porém o brinquedo deve ser resistente, para que possa ser roído sem que fragmente-se em pedaços menores. Estes pedaços, se ingeridos, podem provocar obstruções intestinais.
Já os brinquedos de perseguir e transportar devem ser leves, pois, como dissemos, os dentes dos cachorrinhos ainda são frágeis. Esta tipo de brinquedo também deve apresentar textura macia para não machucar as gengivas. Para estimular a brincadeira de perseguição, o ideal é optar por uma bola, que deve ser leve e de dimensão adequada ao tamanho da boca. Assim, o pequeno poderá transportá-la sem dificuldade. O material da bola não deve ser muito duro para não incomodar ou machucar quando o cãozinho a agarrar.
 

Cães jovens: brinquedos mais resistentes

Para os cães jovens, a partir dos 8 meses de idade, que já apresentam os dentes definitivos, a recomendação é introduzir brinquedos mais resistentes e de maior durabilidade. Nesta fase da vida, a mordida do cachorro começa a se manifestar com mais intensidade e, assim, os brinquedos menos resistentes tendem a estragar com mais facilidade. A bola, como um coringa dos brinquedos, continua a ser uma ótima opção. No entanto, para o cães jovens, o material já deve ser mais denso, duro e resistente.
 

Adultos também brincam

Para os cães mais velhos, já com a mordida completamente desenvolvida, ao escolher o brinquedo certo, os tutores devem optar pelos de maior dimensão, adequado ao tamanho da boca do cão e de material bastante resistente. Os ossos de couro comestíveis são ótimos para roer nessa fase e o cão pode passar horas e até dias se divertindo com ele. Para os cães adultos, as bolas devem ser bem mais resistentes, de borracha natural maciça e que saltam e atingem uma velocidade considerável.
Para o pet se exercitar por meio de corridas, os frisbees de borracha maleável são uma excelente recomendação. Eles são bons, pois atingem velocidades consideráveis e estimulam a corrida e ajudam no metabolismo do cão. Importante ressaltar que o frisbee deve ser somente usado como brinquedo de perseguição e de transporte e não como um item para um “jogo de puxa-puxa” com o animal.  
Mesmo os mais crescidinhos amam uma bola. O brinquedo hors concours dos cachorros chega como uma ótima opção para estimular o instinto de perseguição. As corridas de perseguição vão cansar e fazer com que o animal se entretenha durante um bom tempo.
 
Gostou das nossas orientações sobre as brincadeiras e os brinquedos para cada fase do cão? Então, compartilhe essas informações e espalhe mais bem-estar animal por aí! Para saber mais sobre o Psicologia Animal e nossos cursos online, acesse o site.

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Olá!
Como podemos te ajudar?