​​
Você tem alguma dúvida? contato@psicologiaanimal.com.br

Problemas articulares em cães e gatos no inverno: saiba como cuidar

Problemas articulares em cães e gatos no inverno: saiba como cuidar
30/07/2019 danilofonsecaa

Assim como os seres humanos, os animais também podem desenvolver artrite, artrose e displasia coxofemural. Climas frios e úmidos favorecem a sensibilidade das articulações e, com isso, aumentam as dificuldades para andar, beber água, comer e até mesmo encontrar uma posição boa para dormir, trazendo ainda mais problemas para os animais, principalmente em cães e gatos idosos, sendo esses os mais vulneráveis a adquirir problemas articulares. Para amenizar os desconfortos, há algumas alternativas como a atenção no comportamento do animal, mantê-lo protegido nos dias frios, evitar movimentos bruscos e atividades físicas intensas, entre outros.
Acompanhe a leitura e saiba como cuidar dos problemas articulares do seu pet nos dias mais frios. Vamos lá?

A atenção no comportamento dele é fundamental

O primeiro passo para identificar o problema é ter um cuidado redobrado no comportamento do animal. Quando eles estão com problemas articulares, podem ter dificuldades. Andar mancando, dificuldade para levantar e para brincar são algumas delas. Além disso, podem ficar apáticos e até mesmo sem apetite. Se esses sintomas persistirem, não esqueça de levá-lo ao Médico Veterinário para que ele indique o melhor tratamento.
 

Em dias mais frios, não esqueça de manter o pet aquecido

Em dias mais frios, não esqueça de mantê-lo aquecido

Um cuidado especial no local onde o seu pet dorme é fundamental. Para isso, é recomendável manter a área de dormir o mais aconchegante possível. Cobertores junto de uma cama bem macia irão promover todo o bem-estar que ele precisa.

Nada de deixar o pet no chão frio

Vale lembrar que o chão muito frio favorece o aparecimento de dores nas articulações. Além disso, o chão muito gelado pode gerar uma dificuldade para manter o equilíbrio
ao caminhar, piorando ainda mais o quadro. Mantê-lo em um ambiente quentinho e agradável é uma boa alternativa para amenizar essa situação.
 

Seu pet fica mais protegido dentro de casa

Ele fica mais protegido dentro de casa

Se o seu animal sofre com algum desses sintomas, o ideal é que ele fique dentro de casa, principalmente se for idoso.

Por isso, evite movimentos bruscos e atividades físicas intensas

Muitas vezes, na hora de brincar, o pet fica empolgado e acaba cometendo alguns movimentos bruscos. Os exercícios físicos são fundamentais, mas é preciso ter cuidado. Movimentos como os pulos, por exemplo, devem ser evitados, já que podem prejudicar ainda mais as articulações. Além disso, procure evitar que ele brinque em pisos irregulares e escorregadios. Todo cuidado é pouco.

Invista nos suplementos alimentares

Uma boa alimentação é essencial. Há várias formas de tratamento e, dentre elas, está o uso de suplementos alimentares à base de condroitina e a glucosamina, que devem ser utilizados especialmente em raças predispostas a essas doenças. Não esqueça: antes de qualquer coisa, consulte o Médico Veterinário para saber o tratamento certo e as medidas necessárias que devem ser tomadas na prevenção e no tratamento das doenças articulares em cães e gatos.
Nossas informações foram úteis para você? Compartilhe com algum amigo que também gostaria de saber sobre este assunto. Em nosso blog, você encontra dicas e informações sobre bem-estar e comportamento animal. Cuide.

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Olá!
Como podemos te ajudar?